sábado, 18 de março de 2017

Campos dos Goytacazes inicia vacinação em massa da população contra a febre amarela




A movimentação está sendo intensa na manhã deste sábado (18), nos postos montados para vacinação contra a febre amarela em Campos. As filas crescem no decorrer da manhã e a espera chega a quatro horas em alguns pontos, como é o caso da Unidade Básica de Saúde (UBS) da Penha. A secretaria municipal de Saúde confirmou que uma jovem de 18 anos, moradora de Caxeta, estava internada no Hospital Geral de Guarus (HGG) até a manhã desta sexta-feira (17) com sintomas comuns à doença, mas já recebeu alta. O material para exame foi recolhido e encaminhado para laboratório no Rio de Janeiro. Também foi divulgado que o exame de um dos quatro macacos encontrados mortos em Rio Preto, próximo ao Parque Estadual do Desengano, no dia 2 de março, teve resultado positivo para a doença. Diante dos novos fatos, o município antecipou para este sábado o início da vacinação de toda a população. 


De acordo com a diretora da unidade da Penha, Nelma Guimarães Canellas Galvão, até as 9h15 mais de 100 pessoas já haviam sido imunizadas. Segundo ela, a meta é vacinar 2 mil até as 16h. 
O cenário se repete na Fundação Rural de Campos (FRC), onde, segundo a administradora de Vigilância em Saúde Celeste Gomes, a expectativa é de que 3 mil pessoas sejam imunizadas neste sábado.
A professora Karoline Carvalho dos Santos Alves, 23 anos, que levou toda a família para ser imunizada, contou que a espera foi longa, mas que a sensação de garantia de saúde vale a pena. "Cheguei antes das 8h e aguardei mais de duas horas na fila. Mas, agora, estamos todos imunizados", disse.
Na Fundação Municipal de Esportes, de acordo com a enfermeira Viviane Rodrigues, até as 11h foram vacinadas cerca de 350 pessoas. A meta é imunizar 1,5 mil. Segundo ela, não há motivo para preocupações, já que tem dose para todos. “E se faltar a secretaria de Saúde enviará mais”. Às 11h, a fila contornava o prédio da Fundação, começando na rua dos Goytacazes e seguindo até a rua padre Ângelo Siqueira.
O administrador Antônio Junior, 35 anos, contou que a espera no posto da Fundação chega a quatro horas. “Cheguei antes das 7h e até agora (11h) não consegui ser vacinado. Acredito que este seja um dos postos mais cheios”, disse.
Em Campos, haverá vacinação sábado e domingo, das 8h às 16h, na Fundação Rural de Campos, na Pecuária; Fundação Municipal de Esportes (antiga AABB), no Centro; Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf); Vila Olímpica do Parque Guarus; Ciep de Travessão; e Unidade Básica de Saúde (UBS) da Penha, com número ilimitado de doses.
Nessa sexta-feira, a secretaria de Estado de Saúde anunciou uma nova ampliação da área de vacinação no Rio de Janeiro e incluiu as cidades de São João da Barra, Quissamã e Carapebus no bloqueio.















Fonte Folha da manha

Nenhum comentário:

Postar um comentário