sábado, 11 de março de 2017

Mulher do Prefeito de Cabo Frio é Nomeada Secretária



A nomeação da primeira-dama de Cabo Frio, Camila Mendes, para o comando da secretaria de Assistência Social tem gerado polêmica nos bastidores da política do município e também nas redes sociais. A portaria foi publicada no Diário Oficial desta semana, com efeitos retroativos a 1º de março. A polêmica é pelo fato de o prefeito Marquinhos Mendes (PMDB) ter descartado anteriormente a possibilidade de colocar parentes na Prefeitura. Em Campos, principalmente nas redes sociais, gerou muita polêmica as nomeações no governo Rafael Diniz (PPS) de parentes ligados a vereadores que passaram a integrar a base governista.
Após a nomeação em Cabo Frio, foram inevitáveis as comparações nas redes sociais com episódios ocorridos durante o governo Alair Corrêa (PP). O ex-prefeito chegou a nomear o irmão Axiles Corrêa para a secretaria de Fazenda, além da filha Carolina Corrêa para Assistência Social. No entanto, por decisão da Justiça, a pedido do Ministério Público, foi obrigado a exonerá-los.
A Folha não conseguiu contato com Marquinho Mendes, nem com a assessoria da Prefeitura nesta sexta-feira. Vale salientar que a Súmula Vinculante 13 do Supremo Tribunal Federal (STF) proíbe a nomeação de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, para cargos da administração direta e indireta. Contudo, ao alegar que o exercício é de cargo político, são recorrentes os casos de nomeações de parentes nas prefeituras.
Em Campos — Embora não tenha nenhum caso de nepotismo levantado até o momento, a polêmica na principal cidade do Norte Fluminense foi com relação a nomeações de parentes de vereadores da base do governo. Foram agraciados parentes não só de vereadores que estiveram no palanque do prefeito, como os parlamentares que chegaram recentemente para a base governista.
Fonte: A Folha

Nenhum comentário:

Postar um comentário