terça-feira, 23 de agosto de 2016

Em Itaperuna - RJ , a UPA está funcionando graças à verba da Prefeitura

Mais de 500 UPAs, Unidades de Pronto Atendimento, que deveriam desafogar os hospitais públicos, estão prontas e sem funcionar ou com as obras paradas. O Ministério da Saúde admite que prometeu mais do que podia. Em Itaperuna, há mais de um ano, a Prefeitura mantém a UPA sem o repasse de verba do Governo do Estado do Rio de Janeiro.

Alexandre Garcia comenta a crise nas UPAs
Agora nem estados, nem municípios têm dinheiro para abrir as UPAs. Por isso, querem mudar as regras para o funcionamento das Unidades de Pronto Atendimento, as UPAs. Para que, por exemplo, elas funcionem apenas de dia.
Os prédios são novinhos. Unidades de Pronto Atendimento (UPA) construídas com a ajuda do Governo Federal, para funcionar 24 horas por dia. Atender pacientes com problemas de média complexidade. Mas estão vazios.
A UPA do município de Araçatuba, em São Paulo, ficou pronta ano passado. Custou mais de R$ 2 milhões. Deveria atender a uma população de 50 mil habitantes, mas está fechada. A prefeitura diz que não abre porque não tem dinheiro para manter a UPA funcionando.
Em Florianópolis, uma outra UPA deveria ter sido entregue há anos, mas até agora, nada. Uma outra em Pirenópolis, interior de Goiás, não foi inaugurada porque o município aguarda o repasse de dinheiro do Ministério da Saúde para comprar equipamentos.
Em todo o país, 188 UPAs estão prontas, mas não funcionam. Trezentas e vinte e quatro estão em construção. O Governo Federal paga boa parte da obra e depois ajuda com recursos para a manutenção, mas o município e os estados têm que entrar com dinheiro para comprar medicamentos, pagar salários e tem que cumprir algumas regras, como manter a UPA funcionando 24 horas por dia com um número determinado de médicos. O problema é que está faltando dinheiro para bancar esses custos.
Embora tenham assinado convênios que previam a necessidade de pagarem parte dos custos de funcionamento das UPAs, muitos municípios agora dizem que não têm esse dinheiro e cobram ajuda do governo. Querem mudança nas regras das futuras unidades. Afirmam que dá para colocá-las em funcionamento desde que elas possam, por exemplo, ficar abertas apenas durante o dia.
“Que os prefeitos possam utilizar essas unidades, essas estruturas de acordo com a necessidade do município. Pode ser que funcione como um pronto socorro, como um pronto atendimento, como um centro de especialidades ou funcione durante 12 horas e não funcione à noite”, diz o Presidente do Conselho Nacional dos Secretários Estaduais de Saúde (CONASS), João Gabbardo.
O ministro da Saúde, Ricardo Barros, reconhece que o governo acabou autorizando a construção de um número de UPAS bem maior do que o previsto inicialmente. Quando o programa foi lançado, a proposta era construir 500 unidades em todo o país, mas houve pressão de prefeitos e foram autorizadas mais de mil unidades. Agora, tanto o Governo Federal quanto os estados e municípios têm dificuldade de bancar as UPAs.
O ministro disse que concorda em alterar algumas regras para permitir a inauguração das UPAs que estão fechadas, se os órgãos de fiscalização, como o Tribunal de Contas da União, concordarem.
“Nós poderemos fazer com que essas estruturas prontas, os prédios de UPAs prontas, possam funcionar com uma exigência menor de pessoal, de turnos, e prestarem algum serviço à sociedade”, explica o ministro.
O Tribunal de Contas da União disse que cabe ao Ministério da Saúde mudar as regras para o funcionamento das UPAs.
G1

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Mais Médicos deve perder ao menos 2 mil estrangeiros

Dia 29, termina o prazo para que o Congresso vote a prorrogação do prazo de atuação de médicos estrangeiros no país



Municípios brasileiros que participam do Programa Mais Médicos correm o risco de perder pelo menos 2 mil profissionais a partir do dia 30. Daqui a uma semana, no dia 29, termina o prazo para que o Congresso Nacional aprove o projeto que converte em lei uma Medida Provisória, editada este ano, que permite a prorrogação do prazo de atuação de médicos estrangeiros no programa por mais três anos.

O prazo para aprovação do projeto é apertado. Não há garantias nem de que o texto seja aprovado na Câmara dos Deputados. O presidente, Rodrigo Maia (DEM), está fazendo um esforço concentrado às segundas e às terças-feiras para que MPs sejam votadas, mas prefere não fazer previsões. Se aprovado, o texto ainda segue para o Senado, onde a MP precisa ser apresentada e também votada, o que é outro problema. A votação final do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff começa na quarta-feira e deve monopolizar todas as atenções por até uma semana.
Caso o prazo de votação não seja atendido, automaticamente os profissionais estrangeiros que vieram para o Brasil há três anos para atuar no Mais Médicos – e não tiveram necessidade de validar o diploma obtido no exterior – perdem o direito de atender pacientes. E o número deverá aumentar a cada dia, conforme os contratos forem vencendo. A estimativa é de que, até janeiro, 7 mil profissionais (a maioria de cubanos) completem o prazo máximo de permanência no País.
50 dias
O Ministério da Saúde já reconhece não haver solução rápida para uma eventual perda do prazo para a votação do projeto de conversão da MP. Teoricamente, uma das alternativas seria requisitar ao governo cubano o envio de novos profissionais para atuar no programa. Essa operação, por si só, demandaria tempo. Isso porque não basta recrutar, providenciar transporte e estadia. Profissionais estrangeiros que aderem ao projeto têm de fazer um curso de adaptação de três semanas, onde recebem noções de português e sobre o Sistema Único de Saúde (SUS). A estimativa é de que uma reposição da vaga demoraria pelo menos 50 dias.
E há outra agravante. Essa operação ocorre em um momento em que Ministério da Saúde e governo
cubano negociam uma eventual manutenção do contrato de envio de médicos daquele país para atuar no Brasil. Cuba reivindica um aumento de até 30% no valor do contrato, usando como justificativa a mudança no câmbio. O governo brasileiro, por sua vez, afirma não haver recursos para isso.
Enquanto o impasse não é resolvido, governos brasileiro e cubano fizeram um trato para reposições pontuais até as eleições municipais. Esse acordo, no entanto, será inútil, caso a votação não seja feita no prazo previsto. Não há como trazer tantos profissionais, em um curto período de tempo. Procurada, a equipe do Ministério da Saúde afirma que será feito um esforço para que o projeto seja votado rapidamente. Com informações do Estadão Conteúdo.

Duplicação Total da BR-356 Liga Itaperuna a São João da Barra-RJ!!


                                           Reprodução da Internet | Google
Esqueça o Arco Rodoviário de Itaperuna. O projeto agora é maior e mais arrojado: de Muriaé-MG até o Porto do Açu em São João da Barra-RJ, passando ao largo da Cidade da Pedra Preta, retirando a rodovia de vez de dentro da cidade.
Recentemente falou-se sobre isso apenas no trecho que liga Campos a São João da Barra, todavia, a concepção de agora é mais abrangente.
Já aprovado e orçado, falta apenas a abertura de licitação. O acordo recente feito pela Prumo, controladora do Porto e o Governo do Estado de Minas Gerais, confirma a urgência. A produção mineira será escoada pelo Açu e importações para o vizinho estado também serão feitas.
O único caminho portanto, é a BR-356, com inevitável duplicação e melhorias em 200 km de percurso.
O trajeto do desvio de Itaperuna começará no Feijão Queimado, (vindo de MG) saindo no Vale das Orquídeas, (sentido Campos).
Calcula-se o término em três anos. E o começo depende da estabilização do governo Temer, ainda em suspense pelo julgamento do impedimento de Dilma Roussef.
Nino Bellieny



Diego brilha na estreia, Damião se destaca e Fla vence o Grêmio

Rubro-Negro foi superior e dupla marcou os gols da vitória por 2 a 1



Se a física diz que dois corpos não ocupam o mesmo espaço, o Flamengo provou, neste domingo, que duas estrelas podem sim ocupar o mesmo campo. A expectativa era pela estreia de Diego, mas quem aproveitou para roubar os holofotes foi Leandro Damião. E os dois tiveram a combinação perfeita: trabalharam juntos, se destacaram e balançaram a rede. As atuações renderam a vitória por 2 a 1 sobre o Grêmio, no Mané Garrincha.

Damião foi o nome do primeiro tempo – teve várias oportunidades de abrir o placar, até que, enfim, balançou as redes de bicicleta. O gol no valeu: o árbitro já havia paralisado a jogada por conta de um pênalti de Pedro Geromel em Réver. O próprio atacante cobrou e fez o seu primeiro pelo Flamengo. No segundo tempo, foi a vez da estrela de Diego brilhar e deixar o seu. O Grêmio ainda diminuiu com Henrique Almeida, mas não foi o suficiente para evitar a derrota em Brasília.
Diego marcou o segundo gol do Flamengo na sua estreia pelo clubeDivulgação
A vitória leva o Flamengo à terceira posição do Campeonato Brasileiro, com 37 pontos. Na próxima rodada, o Rubro-Negro encara a Chapecoense, no domingo, às 16h na Arena Condá. Já o Grêmio caiu para o quinto lugar, com 35 pontos. No domingo, a equipe encara o Atlético-MG, às 16h, na Arena do Grêmio.
O JOGO
O Flamengo foi melhor durante todo o primeiro tempo. De frente com um Grêmio desorganizado e sem se achar em campo, não foi difícil para o Rubro-Negro dominar todos os espaços no Mané Garrincha. E Leandro Damião tratou logo de mostrar que o show ficaria por conta dele. Sem desperdiçar a chance de ser titular, por conta da suspensão de Paolo Guerrero, o atacante apareceu pela primeira vez aos 11 minutos: achou Pará pela direita e tocou para ele. O lateral chutou para o gol e mandou a bola na trave.
O Flamengo mostrou, aos 14 minutos, que Diego e Damião podem ser uma boa aposta para a temporada. Trabalharam juntos e levantaram a torcida de Brasília. O camisa 35, estreante do dia, rolou para o atacante, que chutou firme para o gol. A bola estourou na rede, mas pelo lado de fora.
O Grêmio, sem se entender bem em campo, só apareceu mesmo aos 21 minutos, ainda assim, sem levar muito perigo. Wallace avançou pela direita e bateu cruzado. Muralha não chegou na bola, mas não se assustou muito: foi pela linha de fundo.
Tudo demonstrava que a parceria entre Diego e Damião tinha tudo para dar certo. Outro indício claro era que o atacante estava inspirado para acertar uma bicicleta – e acertou. Aos 24, o meia cruzou e o atacante tentou fazer o gol desta forma, mas Marcelo Grohe estava atento e salvou o Grêmio. Mas não durou muito. Três minutos depois, Réver tentou finalizar, mas a bola sobrou com Damião, que acertou um golaço de bicicleta. Mas o juiz interrompeu e não validou o gol: a bola havia batido na mão de Pedro Geromel. Na cobrança do pênalti, o próprio atacante mandou para o fundo da rede e fez 1 a 0 para o Flamengo.
O Grêmio voltou para o segundo tempo mais animado e tentando pressionar o Flamengo, que passou a jogar na raça. Aos 13, Bolaños teve a chance de deixar tudo igual no placar, mas Pará apareceu e evitou a finalização. No minuto seguinte, Geromel também teve a oportunidade, mas parou em Muralha.
Já sem Damião em campo, Diego tinha em si todo o foco da estreia. E não decepcionou. Aos 24, mostrou que chegou à Gávea com a missão de comandar o Flamengo e não se intimidou. Roubou a bola no meio de campo, trabalhou com Vizeu e Pará, que cruzou novamente para o meia. Sem pensar duas vezes, o camisa 35 mandou para o fundo da rede, fazendo seu primeiro gol no Rubro-Negro e o segundo no jogo.
O Flamengo nem teve muito tempo para comemorar, já que dois minutos depois o Grêmio diminuiu. Henrique Almeida, que havia acabado de entrar na partida, ficou com a sobra dentro da área e mandou para o fundo do gol: 2 a 1 no Mané Garrincha. O início de reação não teve tempo suficiente para desenvolver. O Rubro-Negro voltou a crescer no jogo, segurou o placar e volta para o Rio com três pontos na bagagem.

Com 14 medalhas de atletas militares na Rio 2016, Brasil supera meta

São 145 militares em 27 modalidades esportivas. A meta era atingir dez medalhas.


Dos 465 que integraram a delegação brasileira nos Jogos Olímpicos de 2016, 145 são militares em 27 modalidades esportivas. A meta era atingir dez medalhas, mas o resultado superou a expectativa chegando a 14, informou o Ministério da Defesa.

Entre esses atletas está a judoca medalha de ouro, Rafaela Silva, que entrou na Marinha em janeiro de 2014. Segundo ela, a participação nos Jogos Mundiais Militares, realizados antes das Olimpíadas, e o apoio financeiro ajudam na preparação.

“É muito importante a gente ter outros tipos de recursos, representar a Marinha nos Jogos Mundiais Militares, onde a gente conhece alguns adversários que possam estar em Olimpíada e em campeonatos mundiais. A gente tem uma ajuda também, porque a gente não consegue treinar com preocupação. A gente tem uma renda fixa e uma preocupação a menos, podendo se preocupar mais com o treino e a competição”, comentou.

Medalha de ouro no salto com vara, Thiago Braz, da Aeronáutica, destacou que para o desenvolvimento da modalidade dele, as Forças Armadas têm uma estrutura de pista de saltos que vai influenciar a preparação para as competições. “O principal é que agora a gente vai ter um espaço. Quando eu estiver lá fora e vier para o Brasil, vou poder fazer intercâmbios. Isso vai dar uma boa ajuda”, apontou.

Segundo Thiago, os resultados dos Jogos de 2016 devem atrair mais atenção para outros esportes além do futebol. “Não vou comparar o atletismo com futebol, porque a gente ainda é fraco nesta área, mas acredito que tendo uma medalha pode influenciar muitos brasileiros a voltarem os olhos ao esporte. Não somente ao futebol, mas em outras áreas. O interessante é que as pessoas estão tendo a oportunidade de iniciar, a partir de 2017 ou ainda em 2016, uma nova fase para o Brasil. O esporte só tem a ganhar com isso”, concluiu.

Militar do Bahrein, Alshano elogiou o trabalho feito pelas Forças Armadas brasileiras. “O Brasil tem um papel muito importante. Realmente forma pessoas que tem muito talento. Contribui para qualificar as pessoas para diferentes atividades”, declarou.
 
Fonte: Agência Brasil


domingo, 21 de agosto de 2016

53 concursos públicos pagam salários de até R$ 16,6 mil


Para quem quer seguir carreira pública, veja os concursos públicos com inscrições abertas. As oportunidades profissionais estão espalhadas por todas as regiões do país.

Inscrições: até 22 de agosto pelo site do Instituto Excelência
SP – Instituto de Previdência dos Funcionários Públicos Municipais de Guarulhos
Há 11 vagas para níveis médio e superior. Os cargos disponíveSP – Prefeitura de Taquarituba
São 19 oportunidades para todos os níveis de escolaridade. Há oportunidades para agente comunitário de saúde, pajem, professor de educação física, professor de língua estrangeira, auxiliar em saúde bucal, eletricista, encanador, médico do programa de saúde da família, cirurgião, dentista do programa de saúde da família –médico, anestesiologista, médico ortopedista, médico psiquiatra, médico radiologista.
Salário: 6.640 reaisis são: agente de administração, assistente social, contador autárquico e procurador autárquico.
Salário: até 6.457,59 reais
Inscrições: até 28 de agosto pelo site do Instituto
SP – Prefeitura de Guarulhos
São 123 oportunidades para todos os níveis, inclusive para médico e professor.
Salário: até 14.430,31 reais
Inscrições: até 2 ou 16 de setembro, dependendo da vaga, pelo site da Vunesp
RJ – Universidade Federal Fluminense (UFF)
Há 69 oportunidades para professor substituto, em áreas como psicologia, medicina, geociências, educação e engenharia.
Salário: até 8.639,50 reais
Inscrições: até 1º de setembro pelo site da CPD
RJ – Prefeitura de Engenheiro Paulo de Frontin
Podem se candidatar médicos, psicólogos, fisioterapeutas, professores e outrosprofissionais. Há 157 vagas para todos os níveis, no total.
Salário: até 5,7 mil reais
Inscrições: até 2 de setembro pelo site do INCP
RJ – Tribunal de Contas do Município do Rio de Janeiro
O concurso oferece 18 vagas e reserva cadastro de nível médio para técnico de controle externo.
Salário: até 8.045,36 reais
Inscrições: até 5 de setembro pelo site do IBFC
MG – Prefeitura de Mar de Espanha
Há 137 oportunidades para todos os níveis, entre elas para médico, dentista, enfermeiro, advogado, nutricionista, veterinário e fonoaudiólogo.
Salário: até 7.076,87 reais
Inscrições: até 23 de agosto pelo site da Pactum
MG Polícia Militar de Minas Gerais
A seleção é para o curso de formação de oficiais da Polícia Militar de Minas Gerais e podem se candidatar pessoas entre 18 anos e 30 anos (até fevereiro de 2017) com altura mínima de 1,60 m. São 120 oportunidades ao todo.
Salário: até 5.769,43 reais
Inscrições: até 24 de agosto pelo site da Polícia Militar
MG – Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM)
O concurso é destinado ao provimento do cargo de professor do magistério superior. O local de trabaho é Uberaba (MG).
Salário: até 8.639,50 reais
Inscrições: até 28 de agosto pelo site da UFTM
MG – Prefeitura de Catuti
São 48 vagas para todos os graus de escolaridade. Podem participar do processo seletivo médicos, nutricionistas, dentistas, psicólogos, assistentes sociais, entre outros profissionais.
Salário: até 9 mil reais
Inscrições: até 31 de agosto pelo site da Unimontes
MG – Prefeitura de Berizal
Há 102 oportunidades para todos os níveis, inclusive para advogado, bioquímico/farmacêutico, enfermeiro, fisioterapeuta, engenheiro civil, psicólogo, professor, entre outros.
Salário: até 9,9 mil reais
Inscrições: até 31 de agosto pelo site da Unimontes
MG – Prefeitura de Fruta de Leite
O concurso oferece 12 vagas para níveis médio e superior, entre elas para contador, assistente social, fonoaudiólogo, engenheiro civil, entre outros profissionais.
Salário: até 8 mil reais
Inscrições: até 31 de agosto pelo site da Unimontes
MG – Prefeitura de Guimarânia
São 92 vagas para profissionais com todos os níveis de escolaridade. Professores, nutricionistas, farmacêuticos, médicos, psicólogos, dentistas e outros profissionais podem se candidatar.
Salário: até 8.409,72 reais
Inscrições: até 31 de agosto pelo site da Apta Consultoria
MG – Prefeitura de Ibiaí
Há 48 oportunidades para todos os níveis. Entre os profissionais buscados, estão médicos clínicos, dentistas e professores das séries finais (6º ao 9º ano).
Salário: até 8 mil reais
Inscrições: até 31 de agosto pelo site da Unimontes
MG – Prefeitura de Joaquim Felício
O concurso oferece 53 vagas voltadas para profissionais como assistentes sociais, enfermeiros, médicos, pedagogos, turismólogos, entre outros profissionais de todos os níveis de escolaridade.
Salário: até 6 mil reais
Inscrições: até 31 de agosto pelo site da Unimontes
MG – Prefeitura de Lagoa dos Patos
São 21 vagas para todos os níveis, inclusive para assistente social e médico clínico geral.
Salário: até 8.180 reais
Inscrições: até 31 de agosto pelo site da Unimontes
MG – Prefeitura de Rubelita
Há 39 vagas para todos os graus de escolaridade. Podem participar do processo seletivos profissionais como médicos, dentistas e professores de educação física.
Salário: até 6,4 mil reais
Inscrições: até 31 de agosto pelo site da Unimontes
MG – Prefeitura de Salinas
São 126 vagas para profissionais como advogados, assistentes sociais, auditores, jornalistas, fisioterapeutas, médicos e nutricionistas.
Salário: até 5.292,25 reais
Inscrições: até 31 de agosto pelo site da Unimontes
MG – Prefeitura de Santo Antônio do Retiro
O concurso oferece 9 vagas para todos os graus de escolaridade. Podem se candidatar professores, biomédicos, médicos, dentistas, farmacêuticos, enfermeiros, engenheiros ambientais, engenheiros civis, entre outrs profissionais.
Salário: até 10 mil reais
Inscrições: até 31 de agosto pelo site da Unimontes
MG – Prefeitura de Espinosa
Há 21 oportunidades para todos os níveis, inclusive para engenheiro ambiental, fisioterapeuta, médico e nutricionista.
Salário: até 8 mil reais
Inscrições: até 31 de agosto pelo site da Cotec
MG Prefeitura de Santa Maria do Suaçuí
São 84 vagas para todos os níveis. De nível superior, há oportunidades para assistente social, fisioterapeuta, médico, nutricionista, odontólogo, psicólogo.
Salário: 6.958,77 reais
Inscrições: até 8 de setembro pelo site MSM
MG – Prefeitura de São Sebastião do Maranhão
O concurso oferece 59 oportunidades para todos os graus de escolaridade, inclusive para médico, fisioterapeuta, nutricionista, psicólogo, entre outros profissionais.
Salário: até 6 mil reais
Inscrições: até 8 de setembro pelo site da MSM
MG – Cemig Telecomunicações S.A (Cemig Telecom)
Há 12 oportunidades para nível superior. Os cargos disponíveis são analista de planejamento econômico financeiro júnior (formados em administração e economia), analista de telecomunicações sênior (formados em engenharia de telecomunicações, engenharia elétrica/eletrônica, engenharia elétrica com ênfase em eletrônica, engenharia elétrica com ênfase em telecomunicações, engenharia de automação ou engenharia da computação) e analista de vendas júnior (qualquer área de formação).
Salário: até 7.480 reais
Inscrições: até 13 de setembro pelo site da Fumarc
MG – Prefeitura de Engenheiro Caldas
O concurso disponibiliza um total de 114 vagas para todos os níveis de escolaridade. Podem se candidatar nutricionistas, pedagogos, professores, médicos, enfermeiros, dentistas e outros profissionais.
Salário: até 9 mil reais
Inscrições: até 14 de setembro pelo site da Exame Consultores
MG – Secretaria de Planejamento e Gestão de Minas Gerais
São 40 vagas de nível médio para o cargo de especialista em políticas públicas e gestão governamental (EPPGG), nível I, Grau A, do quadro de pessoal da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (SEPLAG).
Salário: até 5,1 mil reais
Inscrições: até 20 de setembro pelo site do Idecan
MG – Consórcio Intermunicipal Aliança para a Saúde (CIAS)
O concurso oferece 247 vagas para níveis médio/ técnico e superior, inclusive para médico.
Salário: até 6.287,37 reais
Inscrições: até 26 de setembro pelo site Iniciativa Global (selecionar o item “CIAS – EDITAL CIAS Nº 01/2016”)
ES – Defensoria Pública do Espírito Santo
Há 5 oportunidades para o cargo de defensor público nível I. Para se candidatar, é preciso ter concluído o curso de bacharelado em Direito, em escola oficial ou reconhecida, além de ser brasileiro ou ter nacionalidade portuguesa. Também é necessário ter, à data da posse, no mínimo três anos de atividade jurídica.
Salário: até 10 mil reais
Inscrições: até 29 de agosto pelo site da Fundação Carlos Chagas

sábado, 20 de agosto de 2016

Inca faz apelo por doadores de sangue para pacientes com câncer


RIO — Por causa da diminuição no número de doadores, o banco de sangue do Instituto Nacional de Câncer (Inca) passa por situação crítica, que pode prejudicar o tratamento de pacientes que precisam de transfusão regularmente durante o tratamento oncológico. De acordo com a instituição, desde o feriado de Tiradentes, em 21 de abril, o volume de doações vem caindo, de uma média diária de 70 para 30 doadores.

 É de extrema importância o INCA ter estoque de sangue e plaquetas para que o tratamento dos pacientes prossiga e que a possibilidade de uma transfusão seja assegurada. Situações de urgência não podem esperar e precisamos estar abastecidos para garantir que o nosso paciente seja assistido adequadamente — ressalta Iara Motta, chefe do Serviço de Hemoterapia do INCA.

As transfusões regulares de sangue e plaquetas fazem parte da rotina de muitos pacientes oncológicos. Por mês, o Inca realiza mais de 1,5 mil transfusões de hemocomponentes. A falta de doadores pode colocar em risco esses tratamentos.

Por isso, o Inca faz um apelo por novos doadores. Qualquer pessoa em boas condições de saúde, entre 16 e 69 anos e pesando mais de 50 quilos pode doar. Não é preciso estar em jejum, apenas evitar alimentos gordurosos três horas antes da doação. Pessoas com febre, gripo ou resfriado, assim como grávidas e mulheres no pós-parto, não podem doar temporariamente.

Homens podem doar sangue até quatro vezes por ano e mulheres, até três. Os doadores devem comparecer ao banco de sangue do Inca, na Praça da Cruz Vermelha, 23, com documento oficial com foto. Menores de 18 anos só podem doar com consentimento formal dos responsáveis. Pessoas que tomaram vacina contra a gripe H1N1 devem esperar período de 48 horas antes de doar.