sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

VEREADORA DE CARDOSO MOREIRA - RJ GEANE VINCLER QUESTIONA LIMPEZA PÚBLICA!






































A Vereadora do Município de Cardoso Moreira Geane Vincler, entrou com um Requerimento 001-2017, solicitando informações sobre o Processo de Limpeza Pública administrada pela Empresa Performa Ambiental, questionando os valores que serão pagos a Empresa pelo período de 03 meses. Em sua fala a Vereadora afirma que foi eleita com mais de 600 votos sendo a mais votada na ultima eleição e agora o seu compromisso é com a população e quero e vou  fazer a diferença  fiscalizando o Executivo,  pois na gestão anterior os Vereadores não fiscalizaram o Governo Municipal e agora vem plenário dizer que a Gestão Gegê Cantarino deixou muitas dividas. Por que os Vereadores da Gestão anterior não fizeram o seu papel que é fiscalizar o Executivo?

O Jornal Tempo News em contato com o Procurador Gerson Cardoso e o Prefeito Gilson Siqueira e os mesmos  informou que qualquer informação sobre a limpeza pública será esclarecida sem nenhum problema, pois foi tudo feito dentro da legalidade não tendo nada a esconder.

Segundo o Prefeito Gilson Siqueira  foram empregados mais de 40 famílias e nunca a Cidade esteve tão limpa como agora.


quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Prefeitura de Italva - RJ promove prestação de contas relativas ao último quadrimestre de 2016


As secretarias de saúde, administração, fazenda e controle interno de Italva promoveram audiência pública para prestação de contas referentes ao último quadrimestre de 2016 (setembro, outubro, novembro e dezembro) na câmara municipal na manhã desta terça-feira (21/02). A lei complementar 141 de 13/01/2012 estabelece tal audiência.


A Prefeita Margareth do Joelson, o vice Bruninho e secretários compareceram nesta primeira audiência do ano. Os números da saúde foram apresentados pelo Dr. Gilberto Boas da Silva, assistente jurídico da secretaria de saúde de Italva. Já o balanço da prefeitura foi apresentado por Clóvis Mendes, Gilberto de Freitas e Joel Freitas, secretários de administração, fazenda e controle interno respectivamente.


Os números apresentados fazem parte do final da gestão do ex-prefeito e coube ao atual governo apenas apresentá-la conforme determina a lei.  Antes aconteceu no mesmo local a reunião do Conselho Municipal de Saúde, que também contou com a presença da prefeita. O vice-prefeito Bruninho disse que gostaria de estar apresentando números mais favoráveis ao crescimento da cidade, mas que a realidade é preocupante. “O governo da prefeita Margareth está buscando meios e trabalhando muito para que possamos na primeira audiência desta administração, mostrar números que reflitam progresso e benefícios reais para a população”, afirmou.

Decom-Prefeitura de Italva

Prefeito de Varre-Sai - RJ concede reajuste de 6,47% no salário dos servidores municipais


Por Silaine Terra

Como forma de valorizar os servidores públicos municipais de Varre-Sai, o prefeito Silvestre José Gorini concedeu o reajuste de 6,47% no salário dos mesmos. Já no próximo pagamento, que será realizado na sexta-feira (24/02), os servidores poderão contar com o aumento nos salários.

O prefeito já havia declarado que não haveria alteração no salário, devido às dificuldades na economia na esfera municipal, estadual e federal. Mas sensibilizado com a causa dos servidores, entendeu que haveria uma defasagem muito grande nos salários dos servidores caso não fosse concedido o reajuste. Uma vez que por determinação legal, a Prefeitura Municipal de Varre-Sai já concederia o reajuste aos professores e os servidores que recebem salário mínimo.

“Depois de analisarmos a questão e já que professores tem direito ao aumento regido por lei e também algumas faixas salariais de servidores terem a reposição feita em virtude do salário mínimo, achamos injusto que os demais servidores municipais não fossem contemplados. Resolvemos com muito sacrifício, pois não estamos financeiramente folgados e com a folha tranquila. Mas vamos fazer essa reposição e no próximo pagamento, os servidores receberão o reajuste”, afirmou o prefeito Silvestre José Gorini.

Prefeita de Italva - RJ se reúne com Diretoria da APAE e anuncia ajuda à Instituição


A Prefeita de Italva Margareth do Joelson se reuniu com diretores da APAE de Italva para anunciar que a prefeitura irá ajudar financeiramente a instituição. Na reunião, que aconteceu nesta segunda-feira (20/02), também participaram vereadores, secretários municipais e o vice-prefeito Bruninho.

O Secretário de Governo Joelson Soares, a pedido da prefeita, anunciou que a administração municipal, após análise com a equipe financeira, concluiu que a prefeitura poderá repassar 7 mil reais mensais à instituição. O valor é mais que o dobro do repasse aplicado até o fim do ano passado. Anunciou também que a prefeita e os secretários irão fazer uma doação voluntária mensal que chega ao montante de R$1.600,00. Desta forma, a Apae irá receber mensalmente R$8.600,00, oriundos do governo municipal.


A prefeita ainda se comprometeu a ajudar de outras formas, através de campanhas e eventos que possam ajudar a Apae a arrecadar fundos. “Nossa vontade é de poder ajudar com muito mais, porém precisamos ter o pé no chão. Ainda estamos em momento de ajustes nas finanças do município. Esperamos que em um futuro muito próximo, possamos oferecer algo muito melhor, pois sabemos da importância desta instituição para o município”, disse Margareth.


Decom-Prefeitura de Italva

MPF/RJ recomenda a Cardoso Moreira - RJ a adoção de medidas para a prevenção de desastres


Município está situado em área de risco e não possui mecanismos de controle e fiscalização de desastres

O Ministério Público Federal (MPF), em Campos, expediu recomendação ao município fluminense de Cardoso Moreira, nas pessoas do prefeito, Gilson Nunes Siqueira, e do secretário Municipal de Meio Ambiente e Defesa Civil do município, Juarez Noé da Rocha, para que sejam iniciadas medidas de baixo custo a fim de efetivar ações de prevenção de desastres na região.

A recomendação foi expedida após ser constatado que o município está situado em área de risco, pois se encontra às margens do Rio Muriaé e muito abaixo do nível do mesmo. Além de estar em área de risco, o município não dispõe de mecanismos próprios de controle e fiscalização para evitar edificações em áreas de vulnerabilidade; não possui um mapeamento exato das áreas de possível deslizamento e inundações bruscas, nem estrutura para dispor de todas as exigências e orientações promovidas, devido à ausência de recursos financeiros e mão-de-obra qualificada.
Daí a necessidade de que sejam tomadas providências efetivas e de baixo custo para evitar efeitos mais graves em situações de enchentes, com a possibilidade de que o município pleiteie verbas necessárias a outras obras e ações de maior porte junto ao Ministério da Integração, se for o caso.
O município deve fazer o levantamento de todas as áreas de risco de escorregamento de encostas; realizar obras em todas as encostas urbanas de alto risco; monitorar o volume diário de chuvas que caem no município; fazer a limpeza permanente das valas e canaletas de escovamento pluvial; fazer avaliação prévia de todas as obras de construção civil do Município e realizar a Cartografia de Risco Iminente a Escorregamentos em Encostas, para identificar uma a uma as residências em risco iminente, bem como as providências a serem adotadas, p. ex., a necessidade de construção de encostas.
Deve também promover educação ambiental nas escolas do município e em campanhas de esclarecimento à população sobre as consequências de se jogar lixo nas ruas e desmatar as matas ciliares; desenvolver projeto de reflorestamento das margens de rios, que pode contar até mesmo com a participação da sociedade civil e de instituições privadas; repasses e auxílio técnico junto ao Ministério da Integração Nacional para a implementação das ações, obras e capacitação de funcionários, com o respectivo cadastramento no Sistema Integrado de Informações sobre Desastres.
O prefeito e o secretário municipal de meio ambiente e defesa civil de Cardoso Moreira devem, no prazo de 30 dias, apresentar o plano de cumprimento das medidas e, no prazo sucessivo de 60 dias, implementar as referidas medidas, comunicando seu cumprimento (parcial ou total) à Procuradoria da República no município de Campos (PRM-Campos), com as eventuais justificativas em caso de não cumprimento total; ou o cumprimento da recomendação, em prazo hábil.
Caso não haja resposta, o MPF poderá adotar medidas legais pertinentes para obter judicialmente a implementação das medidas ou mesmo a responsabilização dos gestores públicos envolvidos.
Por meio de nota, a Prefeitura de Cardoso Moreira comunicou que "Os secretários de Meio Ambiente, Obras e Planejamento já se reuniram para iniciar as ações e atender a Recomendação nº 04 PRM-Campos, Ministério Público Federal, que consiste na realização de medidas de baixo custo, a fim de efetivar ações de prevenção de desastres na região".

 Fonte Ascom

Febre Amarela: veja quais cidades da região passam a fazer parte da nova área de bloqueio


Mapa da vacinação da Febre Amarela no Rio (Foto: Divulgação)
Os municípios de Aperibé, Cambuci, Cardoso Moreira, Itaocara, São José de Ubá, Santa Maria Madalena e São Sebastião do Alto, além de parte da cidade de São Fidélis, foram incluídos na área com orientação para vacinação contra febre amarela no estado do RJ. A 3ª etapa da estratégia da Secretaria de Estado de Saúde (SES) será detalhada em resolução a ser publicada no Diário Oficial do Estado do RJ nesta quinta-feira (23).
Indicados pela subsecretaria de Vigilância em Saúde com base na avaliação do cenário epidemiológico dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo, os municípios terão sua população parcial ou totalmente imunizada, observando as contraindicações da vacina. Mais 150 mil novas doses já foram entregues pelo MS e estão sendo distribuídas, além de outras 150 mil que ainda serão disponibilizadas e entregues às prefeituras destas cidades, para abastecimento de estoques. Somadas às doses já entregues aos municípios que estão em campanha de vacinação preventiva, a nova remessa eleva para 1 milhão de doses de vacina contra febre amarela sendo distribuídas no RJ, tanto para abastecimento em todas as regiões do estado, quanto para as áreas incluídas na região com recomendação temporária para vacina. A estratégia, adotada de forma preventiva pela SES, visa criar uma faixa de bloqueio nas divisas com MG e ES, numa tentativa de impedir a entrada do vírus no território fluminense.
— Nossa estratégia de vacinação de bloqueio vem se mostrando eficiente, no sentido de proteger nossa população e tentar impedir a entrada do vírus da febre amarela no território fluminense. Esta é uma medida de prevenção que estamos adotando e, com base na evolução do cenário epidemiológico que estamos observando, é possível que sejam feitos os ajustes, como a inclusão de novos municípios. Estamos atuando em total apoio às prefeituras, orientando diretamente as secretarias de saúde — explica o secretário de Estado de Saúde, Luiz Antonio Teixeira Jr.
Todas as recomendações para as campanhas de imunização nas áreas com indicação temporária da vacina foram passadas aos municípios por técnicos da SES, em reunião realizada em Cardoso Moreira na terça-feira (21). Com a inclusão de novos municípios com recomendação temporária para vacina contra febre amarela, a região de bloqueio passa a contar com 30 municípios, conforme detalhamento abaixo.
Municípios com (*) têm indicação para vacinar apenas parte da população:
1ª etapa:
  1. Bom Jesus do Itabapoana
  2. Cantagalo
  3. Carmo
  4. Comendador Levy Gasparian
  5. Itaperuna*
  6. Laje do Muriaé
  7. Miracema
  8. Natividade
  9. Paraíba do Sul*
  10. Porciúncula
  11. Santo Antônio de Pádua
  12. São Francisco de Itabapoana*
  13. Sapucaia
  14. Três Rios*
  15. Varre-Sai
  16. Campos dos Goytacazes*
2ª etapa:
  1. Itatiaia
  2. Quatis
  3. Resende*
  4. Rio das Flores
  5. Valença*
3ª etapa:
  1. Aperibé
  2. Cambuci
  3. Cardoso Moreira
  4. Italva
  5. Itaocara
  6. Santa Maria Madalena
  7. São Fidélis*
  8. São José de Ubá
  9. São Sebastião do Alto
*Campos dos Goytacazes** (ampliação da área dentro do município)
De acordo com o subsecretário de Vigilância em Saúde da SES, Alexandre Chieppe, a prioridade é a imunização da população que vive nas áreas rurais das cidades indicadas. Isso porque, nos estados onde há circulação comprovada do vírus, a doença está sendo transmitida pelo vetor silvestre. Não há qualquer indício de transmissão de febre amarela pelo vetor urbano (Aedes aegypti) – o último caso da forma urbana da doença registrado no Brasil ocorreu nos anos 40.
— É importante que os critérios para vacinação sejam observados pelos municípios, principalmente sob o ponto de vista clínico, uma vez que a vacina possui uma série de contraindicações. As campanhas de vacinação já vêm sendo realizadas pelas prefeituras, sob as orientações da SES e do Ministério da Saúde. Também emitimos nota técnica para os 92 municípios com novas orientações para registros de possíveis casos no estado, com o objetivo intensificarmos nossa vigilância epidemiológica — explica Chieppe.
Vigilância intensificada – Para tornar o sistema de vigilância mais sensível aos possíveis casos de febre amarela no território fluminense, a subsecretaria de Vigilância em Saúde também orientou os 92 municípios do estado quanto à nova definição para casos suspeitos: as prefeituras devem intensificar a vigilância por meio da notificação de todo evento suspeito, visando a detecção precoce e resposta coordenada dos serviços de saúde pública aos possíveis casos. Para tornar o sistema de vigilância epidemiológica mais sensível, devem ser notificados para fins de investigação os casos de indivíduos com febre com até sete dias de duração, acompanhada de dois ou mais dos seguintes sinais e sintomas: cefaleia, mialgia, artralgia, vômitos, icterícia e manifestações hemorrágicas, residente ou procedente nos últimos 15 dias de áreas de transmissão de febre amarela.

Prefeitura de Italva apresenta conceituado médico pediatra e alergista que irá atender no Centro de Saúde

Foi apresentado na última sexta-feira (17/02) pelo Secretário de Saúde de Italva Luis Carlos Molaes e pelo vice-prefeito Bruninho, um dos melhores pediatras alergistas da região, Dr. Carlos Sérgio Porto. Ele atenderá toda sexta-feira a partir de 16 horas no Centro Municipal de Saúde Dr. Adilton Jorge Crespo. As consultas serão marcadas nas quartas-feiras pela manhã.




Dr. Carlos Sérgio é médico de diversas crianças de Italva que o procuram constantemente em Itaperuna, onde atende uma vez por semana. Ele também atende em seu consultório particular na cidade de Porciúncula. Agora essas famílias de Italva não precisarão se deslocar para tão longe em busca de atendimento.

“Aos poucos e com pé no chão estamos conseguindo trazer excelentes médicos para a nossa cidade. Sabemos das dificuldades, mas com trabalho e determinação conseguiremos melhorar a saúde de nossa cidade”, disse o vice-prefeito Bruninho que junto ao secretário Luis Carlos e do Chefe do Posto de Saúde Paulo Fernandes Rodrigues (Fernando Pintor), recepcionou o Dr. Carlos Sérgio em seu primeiro dia de consulta.

Decom-Prefeitura de Italva